Arquivo da tag: sustentabilidade

Horta Orgânica

Padrão

A alimentação orgânica vem se fortalecendo como uma alternativa mais saudável e sustentável em relação à produção agrícola que se utiliza de agrotóxicos que causam inúmeros prejuízos ambientais e ecológicos. A maior parte do lixo orgânico que produzimos pode ser transformado em um rico composto (húmus), ideal para utilizarmos em uma horta em nossa casa, favorecendo um ciclo de redução de resíduos (que iriam para um aterro) e sustentabilidade. Que tal resgatar o contato com a terra e elementos da natureza, e ainda contribuir com sua saúde e de sua família com alimentos livres de defensivos químicos, produzidos em sua própria casa (ou talvez em uma horta comunitária em seu bairro)?

A seguir transcrevemos uma matéria do site Ecycle que ensina como criar sua própria horta orgânica em casa! Mãos à obra e boa sorte! 😉

Enquanto a indústria de pesticidas e fertilizantes químicos agride a natureza e a nossa saúde, o cultivo de vegetais orgânicos cresce e traz muitos benefícios. Conheça-os aqui e siga os seguintes passos básicos para ter sua própria horta orgânica:

1. Preparar a terra

Você deve começar revolvendo a terra para deixá-la bem aerada, para que as plantas aproveitem melhor os nutrientes. Ela também deve estar solta o bastante para que se possa adubá-la e começar a plantar. Prefira adubar nos meses quentes, entre setembro e março.

2. Ter uma composteira

Plantas precisam de uma terra rica em nutrientes para crescer, mas fertilizantes químicos são prejudiciais ao meio ambiente. Você pode adubar a terra com o húmus que resulta da compostagem, que é muito simples de fazer (veja aqui as instruções). Adquira aqui sua composteira.

3. Escolher suas plantas

Cada planta tem seu clima ideal para crescer, então sua horta terá mais sucesso se você escolher os vegetais que se dão melhor na sua região. Por exemplo, o rabanete cresce melhor no frio, enquanto a berinjela é mais fácil de ser cultivada em lugares quentes. Escolha as sementes e mudas certificadas como orgânicas.

Segundo o CPT (Centro de Produções Técnicas), existem quatro tipos básicos de hortaliças e ter pelo menos uma de cada tipo em seu prato proporciona uma riqueza de sabores e nutrientes. Elas são:

• Hortaliças folhosas: espécies como alface, almeirão, rúcula, chicória, brócolis, couve-manteiga, couve-flor, entre outros;

• Hortaliças de frutos: abobrinha, abóbora, quiabo, pepino, pimentão, tomate, jiló, feijão-vagem, chuchu, entre outros;

• Hortaliças tuberosas (raízes, tubérculos e rizomas): cenoura, beterraba, rabanete, cará, inhame, batata-doce, entre outros;

• Hortaliças condimentares: alho, cebola, cebolinha, salsa, hortelã, manjericão, coentro, manjerona, entre outros.

4. Plantar

Para saber como plantar cada um de seus vegetais, considere seu modo de crescimento: plantas rasteiras, por exemplo, precisam de mais espaço entre elas, para que possam se espalhar. Mas tome cuidado para não deixar um espaço grande demais e permitir o surgimento de ervas daninhas.

5. Regar

Os melhores horários para regar sua horta são os menos quentes do dia (antes das 10h e depois das 16h), assim as plantas absorvem melhor a água. Procure regar as raízes e não as folhas. As gotas de água na superfície das folhas, quando irradiadas pelo sol, produzem um efeito igual a uma lente, queimando as folhas.

Regue sua horta com bastante água uma ou duas vezes por semana e com menos água nos outros dias, apenas para manutenção. Você pode reaproveitar a água da chuva (saiba mais).

6. Retirar ervas daninhas

Aqui você pode fazer um bom exercício físico, arrancando manualmente as invasoras. Arranque pela raiz, para inibir seu crescimento.

Para evitar que as ervas daninhas apareçam, você pode cobrir com folhas secas os espaços entre as suas hortaliças.

7. Proteger contra pragas

Existem muitas maneiras de proteger sua horta contra pestes sem utilizar produtos nocivos ao meio ambiente. Nesta matéria, nós mostramos cinco dessas maneiras. Aqui vão mais algumas (clique nos links para saber mais detalhes):

• Pesticidas caseiros: com ingredientes comuns na cozinha, você pode combater fungos, insetos, ácaros e até ratos.

• Atraentes e repelentes biológicos: substâncias naturais podem te ajudar a fazer armadilhas contra as pragas que atacam sua horta.

• Plantio consorciado: consiste em plantar duas ou mais espécies de plantas juntas, de forma que uma sirva de repelente para as pragas da(s) outra(s). Não esqueça de tomar cuidado para não acabar colocando juntas espécies que roubarão nutrientes uma da outra. As plantas devem ser companheiras. (veja seis tipos de plantas que funcionam como repelentes naturais de insetos)

• Biopesticidas: são micro-organismos que agem especificamente contra os insetos invasores, não agredindo a planta, os pássaros, o solo ou qualquer um que pudesse sofrer com os pesticidas convencionais.

• Óleo essencial de neem: atua como pesticida, repelente e ainda nutre o solo. Adquira aqui seu repelente de neem.

8. Colher

Quando seu trabalho der frutos, colha-os nas horas menos quentes do dia, para que a planta perca menos água. Se achar que deu frutos demais, dê alguns para seus parentes e amigos ou  cozinhe e congele o excedente, para poder aproveitar depois.

Bom trabalho e bom apetite!

Fonte: http://www.ecycle.com.br

Anúncios

Papel Semente

Padrão

Certa vez, ganhei uma tira de papel, que parecia ser uma etiqueta feita com papel reciclado, e fiquei encantada ao saber que tratava-se de um papel semente (expressão essa que apenas mais tarde fui conhecer). Pesquisei um pouco sobre o assunto, e descobri que durante o processo de confecção do papel reciclado, sementes podem ser acrescidas entre as camadas da folha produzida. Os tipos de sementes utilizadas são muitas, como boca de leão, cravo, entre outras flores e temperos. O interessante, é que além de serem produzidos em escala artesanal, para fins artísticos diversos, empresas já o comercializam numa escala  industrial. Com cores, espessuras, texturas e formatos diversos, eles são usados para confecção de convites, cartões, material promocional, embalagens, catálogos, etc.

A proposta do papel semente é simples e poética; a ideia é que no descarte (plantando-se o papel em terra úmida) uma nova vida possa ser germinada!

A seguir listei alguns sites onde é possível encontrar produtos feitos com papel semente; e abaixo tambem é possível conferir um vídeo com o passo a passo para confeccionar seu próprio papel. Então mãos a obra!

papel semente

 

http://www.papelsemente.com.br/

 

papel semente2

http://www.seedpaper.com.br/

 

 

Simuladores

Padrão

Nossos hábitos e condutas afetam o meio ambiente, e muitos desses impactos nem percebemos que estamos causando. Listei alguns testes e simuladores que nos dão uma noção do que nossa trajetória implica, e o que podemos fazer para amenizar essa situação.

Flood MapsAUMENTO DO NÍVEL DO MAR

No FLOOD MAPS é possível simular o aumento do nível do mar (escolha o nível em metros no lado esquerdo, na parte superior da página), e em qualquer parte do mundo. Com a ferramenta de zoom, localizada no lado esquerdo, é possível visualizar maiores detalhes do que pode acontecer com cidades, rodovias e até ruas invadidas pelas águas decorrentes do degelo dos polos. Os dados utilizados para esse simulador são da NASA.

Relógio MundialRELÓGIO MUNDIAL

Um simulador do Planeta Sustentável com dados estatísticos mundiais sobre importantes questões como saúde: doenças infecciosas, abortos, acidentes de trânsito; índices de desmatamento e espécies extintas, aumento da temperatura da Terra, entre outros.

O cálculo pode ser visualizado por ano, semestre, mês, dia ou agora. O RELÓGIO MUNDIAL realmente um simulador interessante, e os valores baseiam-se em dados estatísticos já realizados, e estimativas.

Calculadora CO2CALCULADORA CO2

A Iniciativa Verde oferece a possibilidade de você calcular sua pegada ecológica, ou seja, as emissões de gases de efeito estufa (GEE) geradas, e mostra como é possível compensar tais emissões plantando árvores por exemplo, a fim de reduzir a emissão de GEE individual.

Confira essa CALCULADORA DE CO2.

construção sustentávelCONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL

Que tal descobrir se você está no caminho certo rumo à sustentabilidade com sua obra? A Revista Arquitetura&Construção criou esse teste, que o Planeta Sustentável coloca à disposição para quem quer reduzir impactos resultantes de uma obra ou reforma.

Clique AQUI e veja se as medidas que você anda adotando são sustentáveis ou não.

Me EnsinaCONSCIENTIZAÇÃO ECOLÓGICA PARA CRIANÇAS

Através desse divertido simulador que a ONG Me Ensina disponibiliza, a criançada interage com a interface e responde questões referentes a desperdício, poluição, entre outros. Super dica para pais e educadores de plantão!

Entre no site (clique aqui!) e faça seu cadastro para acessar.

TESTE SUA PEGADA ECOLÓGICATESTE SUA PEGADA ECOLÓGICA

O INPE lançou esse teste eletrônico para que as pessoas possam ter uma noção de como nossa trajetória e atitudes afetam o meio ambiente.

Acesse o teste por aqui!

pegada hídricaCALCULE SUA PEGADA HÍDRICA

Para todo processo de produção, seja de qual produto for, é utilizada uma determinada quantidade de água. Para nosso consumo próprio, para abastecimento de toda uma cidade, são utilizados recursos hídricos de água superficiais e subterrâneas. Fazemos bom uso desses recursos? Quanto gastamos para realizar as diferentes atividades humanas?

A  calculadora WATER FOOTPRINT nos ajuda a entender (o site é em inglês) nossa pegada hídrica. Que tal dar uma conferida?!